A Casa de Cultura da Juventude Ruth Cardoso, localizada no bairro Casa Verde, recebeu nesta quinta-feira, 21 de março, a 3ª edição do Insperifa – Mais Mulheres. O encontro, que incentiva a troca de ideias e inspirações no empreendedorismo, contou com a presença da secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso, além de sete empreendedoras locais, relatando suas experiências e opiniões sobre empoderamento feminino.

Durante o evento, a equipe técnica da Ade Sampa – Agência São Paulo de Desenvolvimento esteve presente oferecendo mentorias e orientações para asempreendedoras ou interessadas em abrir um negócio próprio.

“A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho é responsável por ações que promovem a geração de renda, como o programa Tem Saída, o Mãos e Mentes Paulistanas, que será lançado nesta sexta-feira, 22 de março, além de iniciativas feitas em colaboração com a Ade Sampa. Nosso objetivo é incentivar o empreendedorismo criativo, de modo em que as pessoas tenham mais qualidade de vida e retorno efetivo nos negócios”, declara Aline Cardoso, secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho.

Participaram da ação a assistente social de desenvolvimento econômico em regiões vulneraveis, Fernanda Mota; a empreendedora social Odara Dèlé, a produtora cultural Larissa Queiroz; a fundadora da Companhia de Teatro de Laje, Tati Góis; a gestora do jornal e gráfica Rapidix, Maria Lucia Pinheiro; e a Microempreendedora em Artesanato, Iara Rodrigues Sena. No final do evento, as palestrantes receberam um certificado de participação.


Fernanda Mota, assistente social direcionada ao desenvolvimento econômico em periferias, ressalta a importância da igualdade de gênero e empoderamento feminino. “Pela minha avó, minha mãe, minha filha e por vocês que eu sigo adiante em meio ao trabalho na comunidade. Não há nada mais gratificante do que ver nós, mulheres, ocupando postos de grande importância no país. Juntas, somos capazes de romper fronteiras”, relata.

Insperifa – Mais Mulheres
Até o momento, a ação contou com três edições, uma em cada região da cidade. Para encerrar o calendário, a última palestra acontece no extremo sul da capital. Na data, a Subprefeitura do Campo Limpo será palco para discussões sobre a presença feminina no mercado de trabalho e o que pode ser feito para aumentar essa participação.