O prefeito Bruno Covas participou nesta terça-feira (23) da abertura da terceira fase da ação Gestão Empreendedora, do programa Mais Mulheres, realizado na Zona Norte da cidade. Ao lado da secretária de Desenvolvimento Econômico, Aline Cardoso, Covas destacou a importância do programa para o empoderamento da mulher, por meio das oficinas realizadas pela iniciativa.

“Empreender faz parte do DNA da cidade de São Paulo. O governo tem a responsabilidade de fazer mais para quem mais precisa, buscando diminuir as desigualdades sociais, atuar focando naquilo que temos mais dificuldade com relação aos seguimentos da sociedade. Por isso eu fico muito feliz e muito orgulhoso quando encontro programas como este, um curso que mostra o exemplo de cada uma, que sem sombra de dúvidas irá motivar, a resgatar a autoestima e a autonomia de cada uma. Isso é essencial”, afirmou o prefeito.

O programa Mais Mulheres tem o objetivo de qualificar, desenvolver e inspirar mulheres da periferia da cidade de São Paulo que desejam empreender ou que já são empreendedoras. São atendidas pela iniciativa as zonas Norte, Leste e Sul da cidade.

“O empreendedorismo feminino, por necessidade, muitas vezes começa sem estrutura. As mulheres não planejaram antes de abrir os seus negócios. Elas foram à luta para ganhar dinheiro e no meio do caminho percebem que precisam se profissionalizar e se estruturar. É isso o que fazemos, com uma metodologia que a Prefeitura passou a implantar para apoiar o empreendedorismo”, disse a secretária Aline Cardoso.

A iniciativa trata questões como geração de emprego e renda; fomento ao empreendedorismo e empoderamento feminino em regiões de vulnerabilidade social; formação e estruturação de mulheres empreendedoras; conectividade entre as participantes e o ecossistema empreendedor, além de fomentar o networking e a troca de experiências entre essas mulheres.

“Eu sempre procurei algo para me atualizar e encontrei aqui um grupo maravilhoso que me ajuda a inovar e trocar experiências para que eu possa crescer. Eu me sinto muito agradecida pelo amor que recebemos aqui” disse a costureira Zumira Oliveira, participante do curso.

A iniciativa conta com quatro etapas. A primeira fase representa a inspiração, com atividades de autoconhecimento. São apresentadas histórias de outras mulheres sobre suas escolhas, caminhos e dificuldades que passaram para chegar onde estão. Também são discutidas dificuldades enfrentadas pelas mulheres no mundo do empreendedorismo, com o intuito de proporcionar uma troca de conhecimentos e o fortalecimento do grupo. As mulheres que participam deste encontro saem capacitadas para conhecer seu público alvo.

Na segunda, focada em qualificação técnica, são feitas atividades para a formação empreendedora de acordo com as metodologias da Agência São Paulo de Desenvolvimento (AdeSampa). São ensinados fundamentos da metodologia The Studio, uma ferramenta de visualização de negócio que aponta a mulher empreendedora o que ela deve considerar para desenvolver o seu negócio de uma forma bem estruturada.

Nesta terceira etapa, as mulheres participantes participam da ação Estruturando o Negócio, com atividades que incentivam a aceleração, além de dar instruções sobre formação de equipes, desenvolvimento das ideias, formação de redes, criatividade e como avançar negócios. Já na quarta fase, as mulheres participam do Chá de Negócios – mentorias, quando é feito um acompanhamento do avanço da formação e dos seus resultados, como forma de acompanhar e fomentar o desenvolvimento de cada uma.