Iniciativa tem por objetivo preservar a história e o legado do ex-governador de São Paulo

A Fundação Mário Covas realizou nesta segunda-feira, 18 de fevereiro, na Câmara Municipal de São Paulo, cerimônia para homenagear os novos Guardiões do Acervo Mário Covas. A iniciativa, que integra o Diretório Municipal do PSDB de São Paulo, tem o propósito de unir diversas gerações de militantes e admiradores em prol de preservar a história e manter vivo o legado do ex-governador, falecido em 2001.

O evento contou com 216 homenageados, que passam a ter a responsabilidade de preservar e guardar parte do acervo do político. A secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso, foi uma das escolhidas para integrar o grupo. Conselheira do PSDB Mulher, a vereadora, atualmente licenciada, é filiada ao partido desde 1998, tendo passado também pela militância jovem da sigla.

“É uma honra poder integrar o grupo que irá cuidar do acervo de Mário Covas. Uma pessoa integra, que pude ter a satisfação de conviver e me inspirar. Hoje trabalhando na equipe do prefeito Bruno Covas, posso acompanhar a continuidade de um trabalho sério com respeito à população de São Paulo”, ressalta a secretária, Aline Cardoso.

Na ocasião, os “Guardiões” separaram e catalogaram mais de 400 peças que foram entregues aos militantes indicados pelos diretórios zonais. Foram restauradas placas e outros objetos do ex-governador que ficarão sob a guarda dos homenageados.

A Fundação Mário Covas, com sede na capital paulista, foi instituída em 2001 e constituiu-se com o acervo de Mario Covas, aportado por sua família e por doadores de bens materiais como: fitas de vídeo, fotos, gravações, documentos e objetos.

Mário Covas

Foi engenheiro civil e teve intensa militância na política estudantil, sendo vice-presidente da UNE – União Nacional dos Estudantes nos anos 50. Ocupou cargos como deputado federal e teve os direitos cassados pela ditadura militar em 1969.

Também foi, em 1983, prefeito da capital paulista e senador em 1986. Como governador do Estado de São Paulo, em 1994, obteve 8,6 milhões de votos e reeleito em 1998 com 9,8 milhões.