A secretária de Desenvolvimento Econômico da cidade de São Paulo, Aline Cardoso, participou nesta sexta-feira, 30 de novembro, da atividade de encerramento do Novembro Negro no Instituto Criar, que promoveu uma série de ações durante o mês para discutir as temáticas raciais no contexto do audiovisual.

Em fala para os jovens que fazem parte do programa de formação em audiovisual do Instituto, Aline Cardoso fez um panorama das atividades da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e destacou a importância de políticas públicas que valorizam a diversidade, com recortes raciais, de gênero e socioeconômicos.

“É um orgulho para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico poder apoiar o programa de formação do Instituto Criar, que é pautado pela diversidade e forma jovens das periferias para o mercado do trabalho em um setor da economia criativa que é uma vocação de São Paulo e que ganhará cada vez mais destaque. Este é um projeto também para o futuro”, afirmou Aline Cardoso.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico é parceira do Instituto Criar no programa de formação em audiovisual. Ao todo, 150 jovens das periferias da capital paulista recebem uma bolsa por meio do Programa Bolsa Trabalho e são capacitados durante um ano em habilidades como Áudio, Direção de arte, Direção de Fotografia, Produção e Pós-produção. São 1370 horas de atividades e 8972 gigas de materiais captados ao longo desse período.

Antes de falar aos jovens, Aline Cardoso participou de reunião com Luiz Alfaya, Gil Marçal e Val Lima, que são, respectivamente, Superintendente, Gerente de Programas e Coordenadora do Programa de Formação do Instituto Criar. Também esteve presente Marcela Tullii, diretora do Departamento de Qualificação Profissional da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.