O Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário – CMDRSS, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Prefeitura de São Paulo, realizou nesta quinta-feira, 12 de dezembro, a cerimônia de posse dos novos conselheiros, eleitos em novembro de 2019. Ao todo, 22 membros titulares e suplentes formam o CMDRSS, contando a representação do poder público e da sociedade civil, sendo 11 para cada eixo.

O objetivo do Conselho Rural é fomentar e articular políticas públicas que fortaleçam o desenvolvimento do território rural da cidade, de modo em que a sociedade civil possa participar da construção destes projetos. “Desenvolvimento territorial é uma das grandes metas que temos em nossa gestão. Por meio do Conselho Rural, que conta com a participação da sociedade civil, temos mais facilidade no contato com os agricultores do município, além de entender com mais clareza quais as principais necessidades da classe rural”, explica a vereadora licenciada e secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso.

Cada conselheiro eleito recebeu uma certificação que simboliza o período de mandato no conselho rural, o encontro também apontou as próximas ações e estratégias do grupo para 2020. A primeira reunião da nova equipe de conselho será realizada em 30 de janeiro, onde os conselheiros farão votação para definir o novo presidente e secretário executivo.

Na cerimônia de posse, o atual presidente do Conselho Rural, Luis Meira, destacou a importância do CMDRSS para o município. “O Conselho Rural tem um papel fundamental na harmonização entre desenvolvimento territorial e a valorização da sustentabilidade no municipio. Dessa maneira, conseguimos atingir as classes de trabalho das regiões verdes, respeitando o meio ambiente”, destaca.

A cerimônia apresentou as ações do Conselho, a de maior destaque é a criação do 1º Plano Rural Agroecológico Paulistano, que por meio de 17 eixos temáticos promove uma série de melhorias de capacitação, infraestrutura e qualidade de vida para agricultores das áreas verdes e de hortas urbanas do município. Recentemente, o Plano foi submetido a uma consulta pública, fortalecendo o eixo democrático da construção da iniciativa. A estimativa é que o projeto seja lançado em janeiro de 2020.

Outra grande ação articulada pelo Conselho Rural é a reativação do Programa Escola Estufa Lucy Montoro, que já contou com 32 equipamentos em toda a cidade de São Paulo. O objetivo é renovar o programa em 2020, promovendo cursos de qualificação profissional nos temas de segurança alimentar e nutricional, agroecologia e sustentabilidade.

Confira a lista dos conselheiros titulares e suplentes eleitos:

Poder Público

• Titulares

o Luccas Guilherme Rodrigues Longo – SMVA
o Patrícia Marra Sepe – SMDU
o Bruno Moraes Valsani – SGM
o Luis Henrique Marinho Meira – SMDET
o Maria Carolina Landgraf Scaramelli –Sub. Parelheiros
o Leonardo Nitrael Pereira Franco – Sub. Cap Socorro
o SPTuris – Enviará indicação
o José Carlos Gomes Alves – CMSP
o Andrea Mayumi Chin Sendoda – SAA – Sec. Agricultura do Estado de São Paulo
o Patrícia Estevam – EDR – Sec. Agricultura do Estado de São Paulo
o Raquel Gammardella Rizzi – Sub. Federal de Agricultura, Percuária e Abastecimento – SP

• Suplentes:

o Audrei Infantosi Del Nero da Costa – SMVA
o Janaina Belo – SMDU
o Vanessa de Lima Benedito – SGM
o Celia Alas Rossi – SMDET
o Marcos Roberto de Freitas Luz – Sub Parelheiros
o Juares Alexandro Tavares Maia – Sub Cap. Socorro
o Maria Alice Ferreira Rosmarinho – CMSP
o Araci Kamiyama – SAA – Sec. Agricultura do Estado
o Débora Sahyun EDR – Sec. Agricultura do Estado
o Juliana Hernandes Antunes – Sub. Federal de Agricultura, Percuária e Abastecimento de SP
o SPTURIS – enviará indicação

Sociedade Civil

• Titulares

o Glenn Massakazu Makuta – COMUSAN
o Luciano Aparecido dos Santos – Agricultores Zona Sul
o Luzia Souza da Silva – Agricultores Zona Sul
o Magno Celso Ferreira de Paula – Agricultor Zona Norte
o Sueli Rodrigues – Agricultor Zona Leste
o Maria Lucia Ramos Bellenzani – “Movimento de Agricultora Urbana da região Centro/Oeste”
o André Ruoppolo Biazoti – “ONG’s ligadas a Agricultura Familiar”
o Giselda Pires de Lima – Comunidade Indígena
o Aline Adão – Comunidade Indígena
o Solange Aparecida Dias – Congetur

• Suplentes

o Maria do Céu Vara Macedo Oliveira – COMUSAN
o Regiane Rita Bispo – Agricultores Zona Sul
o Maria Alves da Silva – Agricultor Zona Norte
o Maria de Lourdes das Neves Duarte – Agricultor Zona Leste
o Vanda da Costa – “Movimento de Agricultora Urbana
o da região Centro/Oeste”
o Leila Aparecida Botelho de Sousa – “ONG’s ligadas a Agricultura Familiar”
o Enviarão posteriorente – Comunidade Indígena
o Enviarão posteriorente – Comunidade Indígena
o Miguel Naghirniac Neto – Congetur